Suzano e The Nature Conservancy realizam plantio de mudas

Como marco das ações do ‘Projeto Nascentes do Rio Mucuri’, evento teve participação de poder público e colaboradores

 MUCURI (BA)  – A Suzano Papel e Celulose e a The Nature Conservancy (TNC) promoveram nesta quarta-feira, Dia Mundial da Água, no entorno da unidade industrial da Suzano em Mucuri (BA), um plantio de mudas de vegetação nativa para marcar o início das ações do projeto Nascentes do Rio Mucuri. O evento contou com a participação de cerca de cem pessoas, entre elas representantes do poder público da região, imprensa local e colaboradores da empresa.

Alexandre Di Ciero, Gerente Executivo de Sustentabilidade da Suzano Papel e Celulose, explica que além de realizar o processo de restauração propriamente dito, a Suzanoquer estimular a cultura de preservação de nascentes no País. Para que o projeto se configure um legado socioambiental, a empresa e a TNC buscarão parcerias com outras instituições, administrações públicas e ONGs com atuação na área ambiental. “Esse tipo de iniciativa, com a participação de vários atores demonstra queo engajamento coletivoem uma mesma causageravalor compartilhado. É fundamental que a sociedade entenda seu papel como agente importante deste processo de mudança e conscientização”. E complementa: “Nesse sentido, nós temos trabalhado com pesquisa e desenvolvimento de metodologias que tornam a operação de restauração mais eficaz e acessível, principalmente aos pequenos e médios produtores. Com isso, nossa intenção é que o conhecimento adquirido seja compartilhado com todos aqueles que tenham interesse em fazer parte desse movimento.”

A parceria, anunciada em novembro do ano passado, tem como objetivo, no prazo de um ano, elaborar um diagnóstico ambiental e criar um plano estratégico de restauração florestal inicialmente para as regiões onde se encontram as principais nascentes do rio. Vale ressaltar que as ações de restauração também continuarão a serem executadas em áreas da empresa e de seus parceiros.Somado a isso o trabalho determinará as metodologias, estruturas, produtos e serviços necessários para compor o plano de restauração.

“O curso do Rio Mucuri concentra uma enorme variedade de espécies da fauna e da flora. Restaurar a mata nessas áreas é fundamental para preservar a biodiversidade na região e garantir os serviços ambientais que as florestas prestam para todos nós, como a regulação do clima e a preservação de nascentes”, explica Rubens Benini, gerente de Restauração da TNC.

Maior organização ambiental do mundo, a TNC já desenvolve projetos de conservação no sul da Bahia desde o início dos anos 2000, alguns deles em conjunto com o setor florestal, com o objetivo de ajudar a conservar a Mata Atlântica, uma das florestas de maior biodiversidade, mas também das mais ameaçadas, do planeta. Nos últimos 30 anos, a TNC já ajudou a restaurar mais de 16 mil hectares e a trazer mais de 30 milhões de novas árvores nativas aos biomas brasileiros.

As próximas etapas da parceria da Suzano Papel e Celulose com a The Nature Conservancy envolvem outras três ações de restauração no segundo semestre. Além disso, a empresa desenvolverá, com a Atados, plataforma social que conecta pessoas e organizações para facilitar o engajamento nas mais diversas possibilidades de voluntariado, um projeto de educação socioambiental em escolas da rede pública de ensino da região.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA