Justiça condena ex-prefeito de Nova Venécia a sete anos de prisão

A condenação do ex-prefeito Wilson Luiz Venturim, o “Japonês”, foi baseada em denúncia do Ministério Público do Estado, que quer o aumento da pena

NOVA VENÉCIA (ES) – A Justiça condenou o ex-prefeito de Nova Venécia Wilson Luiz Venturim, o “Japonês”, a sete anos de prisão, em ação ajuizada pelo Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES). A sentença prevê que o ex-prefeito cumpra a pena com início em regime fechado e pague mais de R$ 280 mil para ressarcir os danos causados ao município. O MPES, no entanto, quer o aumento da pena e já recorreu da sentença.

A condenação do ex-prefeito foi baseada na denúncia do MPES que relata que Wilson Japonês, na época prefeito de Nova Venécia, teria feito obras de pavimentação em um loteamento irregular e utilizado indevidamente mão de obra de servidores municipais e também recursos públicos. Em troca, ele teria recebido do dono do loteamento dois terrenos, onde construiu uma casa.

O imóvel foi tomado pela Justiça em 2014 e entregue ao município de Nova Venécia. Atualmente, o local abriga a sede da Defesa Civil, mas a Justiça já determinou a venda da casa para reparação ao município.

reportagem tentou falar com o advogado do ex-prefeito, mas as ligações não foram atendidas.


(*Com informações do Gazeta on line)

Comentários Facebook