Ex-prefeito de Nova Venécia é condenado a pagar multa por obras irregulares

NOVA VENÉCIA  (ES) – A partir de Ação Civil Pública (ACP) por ato de improbidade administrativa apresentada pelo Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Nova Venécia, o ex-prefeito do município Wilson Luiz Venturim, conhecido como Wilson Japonês, foi condenado ao pagamento de multa no dobro do valor de dois lotes e a ressarcir gastos com as obras de pavimentação em um loteamento irregular na cidade.

Ele também teve os direitos políticos suspensos por oito anos. O empresário Fausto Afonso Cremasco também foi condenado a pagar multa no mesmo valor, além de ter os direitos políticos suspensos.
Segundo a ação, Japonês utilizou servidores municipais e dinheiro público, quando ainda era prefeito de Nova Venécia, para realizar o calçamento de uma rua em um loteamento clandestino. O loteamento foi iniciado por Fausto.
Em troca, Japonês recebeu do empresário dois lotes, onde construiu uma casa. O imóvel foi tomado pela Justiça em 2014 em favor do município de Nova Venécia, a pedido do MPES em outra ação relacionada aos mesmos fatos. Atualmente o local abriga a sede da Defesa Civil no município.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here