Arena de Guriri recebe 1ª etapa do campeonato interno de Futevôlei de Redinha

SÃO MATEUS (ES) – O adepto do futevôlei de redinha tem um encontro neste sábado, na Arena Manoel Moreira “Bené”, em Guriri, onde acontece a 1ª Etapa do campeonato interno, competição realizada em quatro etapas, sendo as outras três nos meses de junho, setembro e dezembro. Em todas as etapas a entrada é franca.

O campeonato é promovido pela Associação Craques da Redinha fundada em 2015, uma modalidade com as mesmas regras do futevôlei tradicional, mas em quadra de dimensões reduzidas (12x6m) e rede mais baixa (1,90m). As etapas oficiais são validas para o campeonato interno.

As quatro etapas contam pontos para o ranking geral individual, visto que as duplas para cada etapa são sorteadas entre os inscritos para a mesma. Ao fim do ano os oito melhores ranqueados disputam o Rei da Redinha, no mesmo formato do tradicional Rei da Praia do Vôlei de Praia. Em 2015 Juliano Cunha terminou como rei e atualmente Erivelton Passos é o atual bicampeão (2016 e 2017).

Ao longo do ano ainda são disputados torneios menores (nos meses que não tem etapas) denominados torneios relâmpagos, que tem objetivo de manter o nível da competição entre os associados e também cunho beneficente, visto que a inscrição tem o valor simbólico de 2kg de alimentos não perecíveis que são doados ao Projeto Araçá.

As “peladas” da Associação acontecem todas as segundas e quartas na Arena Manoel Moreira (Bené), localizada aos fundos da Arena ao Mar em Guriri lado sul, das 18:30h as 21:30h. Atualmente a entidade conta com aproximadamente 40 associados, havendo vagas para novos membros (interessados ligarem para Danilo Baldo 27 99824-1538).

Os Craques da Redinha sempre contam com parceria de grandes marcas da cidade, e este ano elas são: Baldo Mecânica e autopeças, Pit Stop Skol (Guriri), Espaço Arena Ao Mar, Construmar, Vidraçaria Lux, R&P Griffe, La Rustic, Center Fisio, Resolve Soluções Imobiliárias, Musical FM, Multiloc transporte e comercio de areia e pedras, Sparta Esportes, Luiz Tintas e Folha acadêmica.

Comentários Facebook